Estado

Cármen Lucia vem a Goiás para reuniões sobre sistema prisional

Além das armas destruídas, a assessoria militar selecionou algumas para doações as policias

Está em Goiás a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lucia. Sua visita faz parte de uma ação para acompanhar as discussões sobre a crise no sistema prisional. Horas antes de ir para a Goiânia, juntamente com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), a ministra passou em Formosa, entorno de Brasília, para participar da inauguração do Presídio Estadual, que custou certa de R$ 19 milhões e terá capacidade para 300 detentos.

No Comando de Operações Especiais do Exército em Goiânia, Cármen participou da destruição de mais de 25 mil armas apreendidas, que estavam sob poder do judiciário goiano. Esta medida atende a determinação da ministra em sua última visita a capital, no dia 8 de janeiro.

Segundo Cármen, o objetivo é evitar que as armas sejam acessadas por traficantes e chefes de quadrilha, já que, segundo a ministra, os fóruns são mais suscetíveis a roubos e furtos. Além dos equipamentos destruídos, a assessoria militar selecionou, durante a catalogação do armamento, revólveres, pistolas para doação às Polícias Civil e Militar e à Guarda Municipal.

Jean Diego*

(*Estagiário supervisionado pelo editor Francisco Costa)

Tags

Related Articles

Close