Home Editorial Cassação em Hidrolândia

Cassação em Hidrolândia

SHARE

O Brasil passa por um momento inédito de esclarecimento de fatos e punição de políticos comprovadamente envolvidos em casos de corrupção em decorrência da Operação Lava Jato. A princípio, as representações pareciam envolver apenas empresários e políticos com representatividade nacional, mas, nas pequenas cidades, o Ministério Público e o Poder Judiciário também têm apresentado resultados positivos quanto a passar o Brasil a limpo.

Em Hidrolândia, por exemplo, a juíza eleitoral da Comarca da cidade, Wilsianne Ferreira Novato, cassou o diploma do vereador Nikson da Silva Carneiro (PSD), que também é presidente da Câmara. Na sentença, a magistrada declarou nulos os 481 votos que ele recebeu nas eleições de 2016 e o tornou inelegível por oito anos. Apesar da decisão, o vereador poderá se manter no cargo até o trânsito em julgado da sentença ou até eventual decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mantendo a cassação do diploma.

Esta é uma das inúmeras sentenças nas diversas comarcas do País que tentam tirar de circulação pessoas que tenham cometido algum tipo de delito. Nikson é acusado do crime de abuso do poder econômico na compra de apoio político de uma candidata adversária nas últimas eleições municipais.