Cultura

Cine Diário

Filme : "O Bem Amado"

foto: reprodução da internet
foto: reprodução da internet

 

Antes de se tornar um filme, o Bem Amado foi uma telenovela brasileira, escrita pelo autor Dias Gomes e reproduzida pela rede Globo, no ano de 1973. Já o filme, foi produzido no ano de 2010, tendo como ator principal Marco Nanine, que atua como o prefeito Odorico Paraguassu. 

A relação entre a cidade de Sucupira, no interior da Bahia, com o Brasil como um todo é mais estreita do que se imagina. O filme é baseado na época do fim do governo de Jânio Quadros, na posse de João Goulart (Jango), até o período da implantação da ditadura militar. Retrata fatos nacionais fazendo alusão ao que acontecia na cidade fictícia de Sucupira.

A eleição do prefeito Odorico Paraguassu, se dá em meio a revolta populacional pela cidadezinha não possuir um cemitério, com isso, Odorico que como muitos políticos brasileiros, é de família nobre, acaba se elegendo com a tal promessa da construção do cemitério. O prefeito só não contava, que ninguém morresse em Sucupira, durante um ano. 

Do outro lado, na oposição do prefeito, o rival Vladmir (Tonico Pereira), que é dono do ‘A Trombeta’, jornal da cidade, acaba usando o jornal para afrontar e até mesmo inventar notícias contra Odorico, o que se assemelha às notícias falsas publicadas hoje em dia, e como a imprensa tem o poder de afetar a política.

foto: globo filmes
foto: globo filmes

Odorico se desespera e começa a criar armações para que alguém morra na cidade, até mesmo contratando um cangaceiro chamado Zeca Diabo (José Wilker). Tudo era feito pela obsessão de inaugurar o cemitério. Depois de tantas armações, a população de Sucupira se volta contra o prefeito, que acaba provando do próprio veneno. 

O Bem Amado faz uma crítica a política brasileira, retrata a disputa de poder partidária e idealista, apresenta o poder da voz do povo e da opinião pública através da imprensa e como os efeitos da política são vivenciados na sociedade. 

 

Related Articles

Close