Home Estado Nova Carteira de Identidade começa a ser emitida em Goiás

Nova Carteira de Identidade começa a ser emitida em Goiás

SHARE

“Esta é mais uma ação para facilitar a vida do cidadão. Este é o intuito perseguido por nosso governo desde o primeiro dia. O governo só se justifica para isso: proporcionar às pessoas mais facilidades para tocar sua vida, desenvolver bem o seu trabalho, diminuir custos para a população e ajudar a melhorar as perspectivas de desenvolvimento do cidadão e da sociedade como um todo.” Esta foi a mensagem que o governador Marconi Perillo repassou, ontem, a seu representante, na solenidade de lançamento do novo modelo de RG que passa a ser emitida para todo o Estado a partir de agora pelo Instituto de Identificação da Polícia Civil.
“O Goiás Biométrico dá o start para inserir o Estado num novo momento de modernidade e tecnologia na área de identificação civil e criminal”, afirmou o vice-governador José Eliton.
A nova carteira contém digitalização das biometrias, incluindo a fotografia feita na hora, impressão e assinatura digitais, e será emitida em curto prazo, passando de 40 dias para sete dias no interior e de 30 dias para três dias quando o documento for solicitado na Capital.
As carteiras de identidade biométricas são um dos produtos do programa Goiás Biométrico, apresentado ao governo de Goiás em agosto de 2014, que utiliza o Sistema Informatizado de Impressão Digital (Afis), uma das mais modernas plataformas de identificação civil e criminal do País. “Em dezembro, lançamos o Afis para a identificação na área criminal e, agora, o programa passa a atender também na área civil, num avanço importante para a segurança pública e todos os serviços públicos”, destacou José Eliton, lembrando que o sistema tem aplicação em todas as áreas da administração pública. Ele representou o governador Marconi Perillo na solenidade.
Além do lançamento do novo modelo de RG biométrico, o Instituto de Identificação lançou a identidade social, para aqueles que usam nomes diferentes do gênero, e as carteiras funcionais provisórias para Agentes Prisionais. A solenidade também marcou a nova fase do Goiás Biométrico, que passa a operar plenamente em todas as regiões do Estado para a emissão de cartões funcionais teslin e carteiras de identidade e funcionais, também biométricas.
Durante a visita ao Instituto de Identificação, ao lado dos secretários de Estado Joaquim Mesquita (Segplan) e Talles Barreto (Extraordinário), o vice-governador inaugurou a unidade móvel de identificação do instituto, quando solicitou nova carteira de identidade biométrica, recebendo-a ao final do evento, no auditório do Instituto de Identificação. Inaugurou, ainda, o Museu do Instituto de Identificação, que reúne peças e equipamentos rudimentares utilizados por peritos e papiloscopistas ao longo da história da identificação no Estado de Goiás.
Para o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Ricardo Balestreri, o Goiás Biométrico vem trazer inúmeros benefícios à população, entre eles, a celeridade no atendimento. Outro aspecto importante é a integração que o sistema faz entre a área criminal e a área civil, um tema que foi discutido durante tantos anos e no qual não se consegue avanços na esfera federal. “E Goiás consegue fazer esse link interativo entre as duas áreas”, disse. Segundo declarou, o serviço a ser oferecido à população goiana “é uma comprovação de que Goiás tem vários nichos de vanguarda e que este é um deles. O Estado mostra como fazer modernidade e como fazer ciência na segurança pública”, acentuou.
Segundo José Eliton, o Estado de Goiás investiu mais de R$ 33 milhões na plataforma do Goiás Biométrico, que vai inserir Goiás como um dos Estados líderes em tecnologia na área de identificação.