Home Política Para Adriano Montovani, liderança de Aparecida em admissões de emprego não foi...

Para Adriano Montovani, liderança de Aparecida em admissões de emprego não foi surpresa

SHARE
Adriano Montovani participou da entrega de um carro zero na Festa do Trabalhador, que, para ele, foi histórica

Segundo o secretário, mesmo com a crise vivida pelo País, o prefeito do município mantém a linha de trabalho com realizações brilhantes

 

Defensor da qualificação da mão de obra como mecanismo de redução dos índices de violência e da desigualdade social, o secretário Adriano Montovani encontrou no prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, o parceiro ideal. Com isso, o projeto iniciado na gestão de Maguito Vilela continua e os frutos colhidos no primeiro semestre da administração de Gustavo Mendanha apontam que o rumo escolhido não poderia ser melhor: de acordo com pesquisa realizada pelo jornal O Popular, no Projeto Rumo ao Interior, que radiografa as gestões dos 246 municípios interioranos do Estado, Aparecida de Goiânia foi o que mais gerou admissões no mercado de trabalho em Goiás – até aqui, foram contratados 17.000 trabalhadores pelas empresas que operam na cidade e já são mais de 100.000 trabalhando com carteira assinada.

Diário de Aparecida – A presença do município de Aparecida de Goiânia liderando a pesquisa do Projeto Rumo ao Interior, do jornal O Popular, como o município que mais empregou em Goiás, em 2017, surpreendeu o senhor?

Adriano Montovani – Não foi exatamente uma surpresa, mas a constatação de uma possibilidade buscada com trabalho sério. Eu sabia do quanto fizemos a partir de 2009, através dos inúmeros projetos para a qualificação da mão de obra em Aparecida de Goiânia, e imaginava que o resultado seria esse. Só que não tínhamos dados pesquisados para realizar a comparação. A pesquisa propiciou a comparação e provou que eu estava certo.

Mesmo com esse resultado, a equipe do Sine foi reformulada e passou por uma qualificação interna. Isso não parece uma incoerência?

Montovani – Obviamente que não. Eu cuido pessoalmente da avaliação dos nossos colaboradores no Sine, promovo sempre que necessário a qualificação desses servidores. O Sine executa missões estratégicas no encaminhamento do trabalhador para o mercado de trabalho, são suas equipes que operam o cadastramento da mão de obra disponível e o encaminhamento do desempregado para a ocupação das vagas surgidas no mercado de trabalho. Também são atributos das equipes do Sine a emissão da Carteira de Trabalho. Para tanto, é preciso também saber onde estão essas vagas e uma equipe cuida da relação da Secretaria do Trabalho com as empresas.

A relação com as empresas que são as geradoras das vagas é a ideal?

Montovani – Está avançado, mas pode ser melhorado. Ainda existem algumas que preferem colocar o anúncio nos classificados dos jornais do que informar a vaga para o Sine. Isso acaba trazendo gente de outras cidades para concorrer com os aparecidenses.
O número de unidades do Sine na cidade é suficiente?

Montovani – Hoje temos quatro unidades do Sine, mas realizamos pesquisas constantes e à medida que novas unidades sejam necessárias, elas vão sendo edificadas. Já estamos mobiliando uma nova unidade, super bem estruturada, que será inaugurada em setembro, na Praça da Família.

Dos projetos previstos para a execução imediata, qual mais agrada ao senhor?

Montovani – Todos agradam muito, mas o projeto Qualificação nos Bairros é a menina dos olhos. Trata-se de parceria com associações de moradores, creches, igrejas e outras instituições assistenciais, que entram com as instalações e a prefeitura, através da Secretaria do Trabalho, entra com os computadores e instrutores para ministrar os cursos. Isso vai facilitar muito para os interessados na qualificação, pois não vão precisar de locomoção. Tudo com a parceria do Sesi/Senai. Aproveito esta oportunidade para agradecer ao diretor Adair Prateado pelo empenho para nos atender, qualificando nossos servidores, o que foi importantíssimo para essa realização. O Sesi/Senai estará presente em todos os passos da qualificação do trabalhador em Aparecida de Goiânia.

O sucesso estrondoso da Festa do Trabalhador, realizada em maio deste ano, reforçou o comentário da sua possível candidatura a deputado estadual no ano que vem. Isso procede?

Montovani – A Festa do Trabalhador deste ano foi realmente histórica. Acertamos em cheio na parceria com a TV Serra Dourada, que deu muita visibilidade ao evento, à cidade e, consequentemente, àqueles que estavam envolvidos no acontecimento. Ao ver toda aquela movimentação, alguns acharam mesmo que devo ser candidato. Pessoalmente, vejo isso com muita parcimônia. Estou na gestão pública há nove anos e desde os 16 anos de idade que milito na política partidária. Até hoje nunca disputei uma eleição e nunca escondi o meu desejo de disputar. Mas sou um homem de equipe e faço parte da equipe do prefeito Gustavo Mendanha, que naturalmente terá seus candidatos. Ele, o prefeito, é o nosso líder e cabe a ele a coordenação desse processo. Estou à disposição se ele entender que um dos candidatos deva ser eu, mas só disputo a eleição com 100% de aval do prefeito.

A gestão do prefeito Gustavo Mendanha está entrando no 8º mês. Qual avaliação pode ser feita até aqui?

Montovani – A melhor possível. Mesmo com a crise vivida pelo País, que atingiu diretamente todos os grandes municípios brasileiros, ele mantém a linha de trabalho com realizações brilhantes. O prefeito Gustavo Mendanha tem sido uma inspiração para todos nós com sua vontade e disposição de fazer as coisas acontecerem.